Será que minha ideia é inovadora?

Jansser Dias Será que minha ideia é inovadora
Como costumo dizer, todo mundo tem ideias e mais ideias! Independente da idade, nível de escolaridade ou afinidade com tecnologia. Ter ideias faz parte do processo criativo da mente humana.

O problema é que poucas pessoas enxergam ou sabem os meios para levar essas ideias para frente, executá-las e até criar um negócio. Diversos motivos levam as pessoas a desistirem de suas ideias, uma razão que vejo acontecer com frequencia é pensar:

_ Isso que eu pensei já existe... minha ideia não é inovadora, não deve dar certo!

Se isso já aconteceu com você, ver esse post até o final poderá te ajudar de alguma forma.

De fato, pensar em uma ideia e descobrir que ela já existe, ou pior, descobrir que está gerando muita grana pra quem pensou na solução primeiro, pode ser bem frustrante. Só que, existem alguns passos que você pode seguir para melhorar sua percepção de inovação e consequentemente, viabilidade da sua ideia.

1º Primeiro

O fato de a sua ideia ser realmente inovadora (inédita) ou não, é na verdade um peso para sua qualidade e não um fator determinante. Como assim Jansser? É bem simples, você pode ver inovação como uma qualidade mensurável ou seja, é importante que você meça o "quão inovadora é sua ideia", em vez de ver isso como um conceito binário, como se sua ideia fosse inovadora ou não e ponto final. Por exemplo, existem diversos negócios que são aprimoramentos ou direcionamentos de algo que já foi inovador um dia e essas ideias estão bem posicionadas no mercado.
Você já pesquisou quantas ferramentas de ganhar seguidores no Instagram existem? (Grow Social, Gerenciagram, Bume, Seguir.me, Perforgram...) Quantos aplicativos de relacionamento? (Tinder, zoosk, Badoo, itsMatch...) Quantos serviços de solicitar transporte?(99pop, Taxyfy, Cabify...) Perceba como eles não são necessariamente inéditos, mas têm um diferencial que os deixam de certa forma, únicos ou inovadores perante aos concorrentes.
Portanto, você pode pensar no primeiro passo como: medir o nível de inovação. Sua ideia precisa apenas resolver um problema e se isso já foi feito exatamente como você pensou, tente diferenciá-la em alguns pequenos detalhes e assim você poderá trazer inovação.

2º Segundo

Aqui é onde muitas pessoas se confundem e seguem em frente sem avaliar se – Vale a pena resolver o problema. Para um pouco mais sobre a importância do que você quer resolver para as pessoas é necessário validar a ideia e para isso você não precisa começar a desenvolvê-la. Basta verificar/perguntar para as pessoas que serão atendidas, se elas gostariam de usar sua alternativa. Existem diversas formas de fazer isso, para não estender de mais, se você ainda não conhece o meu eBook, lá eu falo algumas formas de fazer isso.

3ºTerceiro

Você enxerga meios de fazer sua ideia virar um negócio? Na verdade, esse passo é pra você que quer começar um negócio a partir da sua ideia (o que é 90% dos casos). Para fazer isso também existem diversas ferramentas e técnicas para modelar o negócio da sua ideia, algumas são: Análise SWOT, Benchmarking, Plano de Negócios ou Modelo de Negócios. Muitas vezes você só percebe a melhor forma de monetizar sua ideia depois de ter uma primeira versão em execução, mas é possível estabelecer isso logo de início, pensando sempre em como inovar nesse ponto.
Se você sugerir às pessoas que pagem de forma diferente pelo mesmo serviço que elas utilizam, possivelmente atrairá curiosos (futuros usuários) e a inovação ficará muito mais evidente.

4º Quarto

O quarto e último ponto, talvez elimine todos os outros que eu falei: srsrs não esperava por essa né? Infelizmente ou felizmente temos essa variável que é a mais importante. No fim das contas, o que você precisa é executar para ter certeza se vai funcionar ou não. Se após executar os passos anteriores você percebeu que não compensa colocar em prática, ótimo! Você economizou seu tempo e dinheiro. Mas se ficou na dúvida, o que acontece na maioria das vezes, agora é só colocando em prática que você terá certeza que o que você irá oferecer é inovador e faz sentido para as pessoas.
Esse ponto é tão importante, que é possível que você não valide sua ideia, execute-a e chegue aos resultados sem saber o ponto de inovação ou viabilidade preciamente, apesar de o risco ser maior é possível de acontecer.

Se você está determinado a começar agora sua ideia, eu fiz um guia de 40 páginas, simples, leve e não exige que você seja familizarizado com tecnologia para saber como tirar sua ideia da cabeça, esse guia se chama: como transformar ideias em APPs ou criar sua primeira startup do zero. O download é gratuíto.

Forte Abraço.


Se você achou esse post interessante se inscreva no Blog com seu e-mail aqui em baixo, assim você receberá periódicamente conteúdos como esse.

Inscrito com sucesso. Você será notificado de novos Posts como esse.

Compartilhe: